28.2.11

Oeiras

Em dias como este (em que a fotografia foi tirada), não só eu sou feliz, como a minha Nikon também. Ambas precisamos de mais dias como este. É uma questão de "power balance"! Mas daquele que não é uma fraude.

Em loop

Eu sei! Os meus posts têm referido, muitas vezes, o tema Oração. Não querendo ser repetitiva, se o faço é porque lhe atribuo um alto valor e porque recentemente experimentei o fruto de muita oração. É doce e viciante, posso garantir.
Tudo isto para dizer que, mesmo sendo uma prática minha, só agora me apercebo que as viagens diárias de autocarro podem servir para muito mais do que por as leituras em dia. Há outras "leituras" que se podem proporcionar e sei que é possível, ainda que no meio da confusão, ter um momento a sós com Deus.

Há conversas

...que têm de acontecer, mas que a todo o custo as adiamos.

Adeus estágio

Entrei hoje na minha última semana de estágio na Reitoria da Universidade de Lisboa. Por motivos muito específicos só o estou a terminar agora e por outros tantos motivos, não pude lá ficar. Sei que algo bom me espera, mas não por agora. É tempo de resolver outros assuntos, inadiáveis, até. Em tempo útil, voltarei ao activo. Onde não sei, mas hei-de descobrir.

Na carris, é assim:

Quando é os revisores entram autocarro adentro, é certo e sabido que haverá entretimento o resto da viagem. Há quem teime em não querer perceber o que é que se tem de fazer, sempre que se entra nos transportes!

Verticalidade

"Tu és Soberano, sobre a terra, sobre os céus Tu és Senhor Absoluto.
E tudo o que existe e acontece, Tu o sabes muito bem. És tremendo."

Domingos

Os dias podem ser tristes, podem trazer preocupações e grandes desafios pela manhã, ou até reservar um futuro nada fácil: mas há coisas insubstituíveis, quando na dose certa e necessária. E não, isto não se explica.
A propósito...estamos a crescer. Já somos cinco!

24.2.11

Dos impostos

Como é que se mantém, em tempos de crise, um salão de cabeleireiro na zona da expo, que está quase sempre às moscas? Não passando facturas.

Dias de sol?

Sim, por favor!

22.2.11

Nuvens

Com alguns dia mais complicados pelo meio, a vontade de escrever aqui é naturalmente pouca. Tento restabelecer o equilíbrio e a motivação para as milhentas coisas a fazer. Mas há uma em que quero apostar bem e gastar mais tempo: a oração.

♥ Coimbra

Não sei quando lá poderei voltar aos fins-de-semana, mas posso garantir que me sinto em casa, por diversos e bonitos motivos.

18.2.11

Função Pública

15h48
“Ohh, a fotocopiadora não envia as cópias!… Pronto, vai ter de ficar para segunda-feira.”

Estado da arte

chove (inédito!);
o trabalho não abunda;
aproveito e leio textos para a tese;
acabou-se o chá no termo, tenho que ir fazer mais;
apetece-me que sejam 17h30;
queria já estar num certo sítio, debaixo de uma manta;
tenho vontade de me por a ler o Para Sempre, de Vergílio Ferreira;
e chega, vou almoçar.

Nutro um fraquinho

Por comboios. Já nutria, desde que me lembro, mas agora a paixão consolidou-se. E devo prestar os devidos créditos à CP, que não me patrocina o namoro, mas devia!

Ponto final.

Há notícias que nos perturbam. Acontece de uma forma muito concreta quando, por motivos específicos, nos revemos de alguma forma nas situações em questão. Soube ontem que faleceu alguém que me era conhecido e que sofria da mesma doença que a minha mãe...
Resta-nos confiar que aquilo que Deus planeou para nós, é e será sempre o melhor. Com ou sem dor. Com ou sem saúde. Com ou sem perda.

Costurar

A minha sala, um dia, será em azuis e verdes. Com este tecido, eu punha-me já esta madrugada a fazer almofadões! É que nem havia discussão.

16.2.11

P

(Eu não me perdoo este momento)
Desculpem a não-isenção, mas há sorrisos...que sim senhor!

Ter família, às vezes, implica partilhar a dor e as lágrimas do que não corre bem.

Há pessoas

...que lidam com a distância com relativa facilidade. Eu, definitivamente, não sou uma delas. Ainda assim, lá me vou esforçando.

Resumo do dia:

1. Correria logo pela manhã
2. Congelador estragado
3. Visita ao hospital para saber de uns exames
4. Um tornado perto da casa dos meus pais
5. Uma molha descomunal com direito a pés ensopados o resto do dia

São 9h da noite e tudo está calmo e aconchegante.  Chove lá fora, imenso. A chuva cai com força mas sem pressas e, sem aviso, vai-se embora. O silêncio regressa e eu volto a pegar na caneca de chá quente. As bençãos mais incríveis são, curiosamente, as mais simples.

E que tal...

fazer um pratalhão de carne (perú e frango tudo misturado), porque o congelador se estragou e agora só me resta consumir rapidamente toda a comida que lá tinha?
Uma vez que a quantidade é maior que o normal, trato de cozinhar a carne numa das formas que mais aprecio: em chá! 
Só tenho a dizer que fica...
{não aconselhável a pessoas que gostem de comida condimentada}

Eu sinto...

...que está na hora!

14.2.11

Sinusite is back

Em novinha cheguei a ter. Com a idade passou-me por completo.
Hoje, com uma valente constipação, voltei a sentir os cheiros alterados e as dores de cabeça características. Só me pergunto o que lhe deu para voltar a aparecer...! Estava tão bem eu, sossegadinha. 

Valentim

Não, não lhe ligamos muita importância por aqui. Que importância tem um dia, quando ele se repete vezes sem conta ao longo do ano? Não sejamos redutores. 
Devia haver um ditado, semelhante ao "não deixes para amanhã o que podes fazer hoje", aplicado a este caso. Para quê munir um dia de tanto significado, quando este peso todo deve ser distribuído pelos 365 dias do ano?

%

Qual a probabilidade de uma das minhas colegas de casa, ter uma escova e uma pasta de dentes iguaizinhas às minhas?...

Bons hábitos

Uma das coisas que mais me delicia, é chegar a casa ao final do dia (sobretudo em dias como o de hoje...) e fazer uma tigelona de arroz e ir comer para debaixo de uma manta quente. Precious moments!

11.2.11

{Michael W. Smith}

Holy words long preserved 
for our walk in this world,
They resound with God's own heart.
Oh let the ancient words impart

Words of Life, words of Hope
Give us strength, help us cope
In this world, where e'er we roam
Ancient words will guide us Home.

Ancient words ever true
Changing me and changing you,
We have come with open hearts
Oh let the ancient words impart

Holy words of our Faith 
Handed down to this age
Came to us through sacrifice
Oh heed the faithful words of Christ.

Holy words long preserved 
For our walk in this world.
They resound with God's own heart
Oh let the ancient words impart.

We have come with open hearts
Oh let the ancient words impart

E hoje é dia...

...de ficar de molho em casa!

9.2.11

Casa

Confesso que, depois de quase 7 anos, continuo a considerar-me uma privilegiada em viver por estas bandas. Nunca falta ocupação, tenho tudo o que é preciso (e até mais) à mão e momentos destes são uma constante, sempre que me apetece e a rotina permite. Se quero sair daqui um dia? Não. Só se Deus me mostrar outro sítio melhor. De momento continuo apaixonada por estes lados e era por aqui que me fazia feliz ficar a viver. 

É o seguinte:

Que outra excelente motivação para me empenhar na tese, do que acabá-la para pensar em casar?
{...}

Nutro um fraquinho

Por golas assim. À boss.
{ah...e por rayban's destes}

8.2.11

Vou começar...

...a fazer uma lista (mais uma) com ideias bonitas, para quando encontrar a minha casa. Tenho imensas, mas ainda só estão engavetadas no meu cérebro. Sei que não será a minha casa de sonhos (passo o cliché), mas eu faço questão de dar asas à imaginação. Ainda não se paga por isso e eu sou uma sonhadora nata. Sonhar é saudável e ter consciência disso, aumenta as possibilidades de se conseguir aquilo com que se sonha. Para não falar do facto de nos fazer pessoas mais sorridentes! E se não alcançarmos nada disto? Não faz mal. Aprendemos que o sabor dos sonhos é doce.
1. Uma das coisas que vai direitinha para a lista, é arranjar uma casa de banho com azulejos pequeninos, como os de piscina. É qualquer coisa! Deliro com a ideia, desde que começaram a aparecer nas revistas de decoração as primeiras casas de banho assim.
2. Ou uma parede destas, colorida de azulejos diversos, todos misturados em fruta cores. 
{se alguém tiver sobras agradeço!}
3. E ainda, uma parede preenchida com espelhos partidos (assim ou mais pequenos) e criar a sensação de um espaço amplo e arejado.
{Por hoje é tudo}

Oiçam:

Hoje estava capaz de entrar (e adormecer, provavelmente) numa coisa destas.

knitting (2)

E em apenas uma semana, se fazem uns mimos para meninas bonitas e futuras sobrinhas.

Um dos melhores momentos do meu dia...

...é a viagem casa-trabalho, trabalho-casa. Para muitos não o é, mas o que eles não parecem saber, é que se levarem um bom livro na mala, a coisa muda logo de figura. O meu momento, vai ser já daqui a instantes!

7.2.11

Nutro um fraquinho

Por culpa do P (que insistiu para que eu provasse), descobri que gosto imenso destes cereais/biscoitos/o que quiserem chamar. Aborrece-me é serem tão caros! Mas de vez em quando, é o que me ponho a trincar durante a tarde, esteja no trabalho ou em casa. Logo eu, que teimava que estes cereais não era nada de especial...

Dos bons exemplos

Ter, perto de nós, bons exemplos e referências para a nossa vida, tem tanto de bom, quanto de responsabilidade. Para mim, particularmente, é desafiante e faz-me querer empenhar, diariamente, nas coisas.

Há personagens...

...verdadeiramente incríveis. A M é uma delas! Desde a forma como coloca a fita do cabelo, até à vergonha desenfreada que se transforma em gargalhadas.

2.2.11

Zero 7


It's an easy ride to Rome 
You'll never walk alone 
Naturally we blew 
Simple things we say 
Everyday we find the way 

Seems like we've opened up the door 
Feels like we've walked this way before
Naturally we blew 
Simple things you say 
Everyday you'll find the way
It amazes
Everyday

1.2.11

Para mim...

...estas meias são uma invenção genial! Tenho umas poucas, mas estou seriamente a pensar encher a gaveta de mais uns pares. É que nunca um Inverno me soou tão frio e desconfortável, sobretudo porque, em mim, os pés são a parte do corpo que nunca aquece. Estas meias não fazem milagres, mas já ajudam muito!

Calendário para 2011

Acabo de descobrir um calendário lindo! Tem umas ilustrações deliciosas e já o descarreguei para o meu computador, para o imprimir devidamente e argolar. É que este vale mesmo a pena, já que a Beijos & Papas não faz uma reedição daquele calendário fantásticos só com nuvens!
Entretanto, à conta disto, dei de caras com este blog, que tem umas quantas ideias bem interessantes para trabalhos manuais.

Office

Regresso ao trabalho de forma tranquila...................................P
Uma secretária nova e mais espaçosa à minha espera.................P
A minha caixa de correio electrónico cheia................................P
Um local de trabalho convertido num openspace xpto..................P
Muita coisa por arrumar e organizar..........................................P
Muito tempo em pé e a andar de um lado para outro...................P
Regresso à comida de cantina.................................................P
Menos tempo para os meus 2/3 termos de chá por dia.................P
Por a conversa em dia com as colegas de trabalho......................P
Satisfazer curiosidade aos curiosos sobre a baixa médica..............P
Etc.....................................................................................P

Final do dia: cansaço evidente e dores no pé lesionado........CHECKED!