30.6.11

Este fim-de-semana

Vou matar saudades de casamentos! A R e o S vão, finalmente, dar o nó. É o primeiro de 2011 e o primeiro desde que estou noiva. Acho que o gosto vai ser ainda maior pois, para além de ser uma bênção poder partilhar a alegria de um dia tão importante, para o ano seremos nós. Estou a ficar crescida...

É vê-las a fugir!

As ruas de Moscavide estão sempre repletas de ciganas, cujos braços se enchem de tudo e mais alguma coisa. Fazem os seus "negócios" aqui e ali, onde calha haver mais movimento.
Mas giro, giro, é quando algum polícia lhes aparece de surpresa a poucos metros. É vê-las a segurar bem nas coisas e desatar a correr. Melhor ainda é o ar de satisfação do polícia, impávido e sereno, enquanto elas fogem à frente dele. Só mesmo naquela de "Eu ando por aqui".

29.6.11

Actifry da Tefal

Descobri esta pequena maravilha e ando com vontade de ter uma. Foi-me explicado, por uma amiga minha, o quão boa ideia é investir numa. Contribui para uma alimentação saudável e ainda cozinha imensos pratos. Acho que vou colocá-la em "wishing list"!

É bom saber...

...que Deus pode restaurar-nos e aperfeiçoar-nos, com todo o seu amor, por meio da oração.

Prioridades

Não fossem elas, metia-me numa coisa destas ou pelo menos equacionava o assunto. Tenho sempre receio destes sites, porque nunca se sabe se os produtos vêm mesmo em boas condições. Mas...é um bocado tentador.

28.6.11

Planeamento

O P. arranjou-me este brinquedo. Até as mesas da boda gere, ao pormenor! Eu que sou toda Excel, até fiquei adepta. Já tenho mais uma coisa com que perder tempo.

Verbo fotografar

Como nos últimos meses mal tenho saído de casa {só agora é que já me vou aventurando, aos poucos e com muito cuidadinho}, sempre que o faço {pelo menos que seja fotograficamente registável} ele é o meu modelo. Tem pormenores bonitos que me fazem feliz a mim e à minha Nikon. É bom saber que vou poder fotografá-lo enquanto envelhece ao meu lado. Aqui ao lado.

É com cada uma!

Estive a fazer contas e já fez 5 anos que estou a viver neste quarto/casa partilhada. Aos 25 já não temos paciência para estas andanças, sobretudo quando as coisas não correm como deviam. Para além de estar cansada de determinadas situações, já acumulei uma boa dose de peripécias nesta casa. Já cheguei à fase de ter de contar até 10 e respirar fundo, pois há com cada uma!
Tivemos uma arca frigorífica, para além do pequeno congelador combinado, por sermos três e o espaço existente não ser suficiente. Há meses, a arca avariou-se e a senhoria {que ganha rios de dinheiro connosco} não se dignou a arranjar/substituir. Há semanas, foi o congelador do frigorífico. A falta de cuidado e tremenda estupidez que por aqui se encontra, resultaram numa porta de congelador completamente escancarada e que só encosta, quando se fecha a porta do frigorífico. Não é preciso pensar muito para saber que, com uma porta de congelador que não fecha, para além dos gastos de energia, rapidamente se vai estragar porque vai criar uma quantidade absurda de gelo.
Fartinha disto, decidi comprar uma arca para mim, o meu primeiro electrodoméstico já a pensar no futuro. Claro está que vai direitinho para o meu quarto e hei-de ter espaço para tudo quanto precisar e sem ter que me voltar a chatear mais com o assunto. O meu quarto {que já anda a abarrotar de coisas} vai ficar ainda mais estranho com a nova "decoração", mas uma coisa é certa: vou poder ter gelo para fazer bebidas frescas, vou poder conservar imensas coisas, vou poder ter gelados e crepes em casa...e estou feliz com algo que pode parecer meio ridículo. Mas é um alívio! Ela chega já amanhã e eu vou arranjar-lhe um cantinho.

Brisa de Verão

23.6.11

Flores

Há flores, como a orquídea, que dependendo das cores e feitios, podem parecer plantas carnívoras e autênticos bichos. Em contra-partida, há-as lindas e bem lindas. É uma das flores em lista para o casamento!

Numa mensagem do meu pai:

"Era uma vez um homem (ainda no tempo em que os carros funcionavam à manivela), que ficou com o carro parado no meio da estrada. Saiu a correr, abriu o capô e espreitou lá para dentro para ver se entendia o que tinha originado a avaria. Depois de um bom tempo debruçado sobre o motor, começava a desesperar e já não sabia o que fazer, pois não entendia o que tinha acontecido!
De repente, parou mesmo atrás dele uma limusine. Saiu lá de dentro um homem muito bem parecido a oferecer ajuda. Abriu o capô, mexeu na maquinaria por breves instantes e rapidamente pediu ao homem para ligar o carro. Foi com grande espanto que o viu ligar-se, como se nada fosse! Intrigado, perguntou ao senhor o que é que ele tinha feito, ao que ele respondeu: Chamo-me Henry Ford, projectei este carro e conheço os seus problemas."

21.6.11

Com sol...

...os fins-de-semana têm outro sabor. 
Poder sair de casa e ver a luz do dia por mais de 2 horas, é qualquer coisa!
A outra novidade é que já me arrisco na areia da praia sem muletas {yes!}

Soneto 17

Se te comparo a um dia de verão
És por certo mais belo e mais ameno
O vento espalha as folhas pelo chão
E o tempo do verão é bem pequeno.

Ás vezes brilha o Sol em demasia
Outras vezes desmaia com frieza;
O que é belo declina num só dia,
Na terna mutação da natureza.

Mas em ti o verão será eterno,
E a beleza que tens não perderás;
Nem chegarás da morte ao triste inverno:

Nestas linhas com o tempo crescerás.
E enquanto nesta terra houver um ser,
Meus versos vivos te farão viver.

{William Shakespeare}

Olá Verão!

20.6.11

Verbo projectar

Ando com umas ganas de:
...fazer imensas coisas ao mesmo tempo,
...de compensar este últimos 8 meses de "recobro" {que ainda estão longe de terminar},
...de sair de casa todos os dias,
...de viajar com a minha nikon nas mãos,
...de montar e decorar a minha futura casa,
...de terminar a tese e mudar-me para Coimbra,
...de ver o sol adormecer no horizonte com os pés enterrados na areia,
...de esquecer as dores no pé,
...de fazer arrumações,
...de me por a costurar na minha máquina,
...de dar aso à imaginação,
...de sonhar com o futuro, dias a fio,
...de sorrir até o sol se por,
...de ler e escrever livros,
...de por os meus hobbies em dia,
...de planear o nosso casamento,
...de sei lá mais o quê.
             {...esta lista não tem fim...}

16.6.11

Verbo amar

Quando se gosta de alguém, apreciar pormenores como este fazem parte. E há lá coisa mais bonita do que conhecer alguém pormenorizadamente? Lamechices à parte, as coisas mais simples às vezes são as mais apaixonantes.

14.6.11

Taras & manias

Tenho a mania de personalizar tudo. Desde o quarto, a secretária, o telemóvel, os blogues e um outro número alargado de coisas...e agora chegou a vez do Gmail! Tenho duas contas para diferentes assuntos: uma para informalidades e questões mais pessoais, outra para o trabalho. Nenhuma delas escapou. Já sabia que podia personalizar os temas da caixa de correio, mas ainda não tinha gasto tempo a ver o que era possível fazer. Et voilá!

13.6.11

Fotogamia

Ao contrário do que é costume, já há algum tempo que não mudava as cores aqui ao lado. Desta vez só lhe mudei os ares para acompanhar a estação, porque ainda não me tinha cansado da anterior decoração. Está mais veranil e colorido e a bonita foto é da Selma. Venha o Verão a sério!

Como é que se resiste a uma coisa pequenina e encaracolada, que já nos chama de tia sem ainda o sermos oficialmente? Não dá. Há meses que vou convivendo com ela e noto, de cada vez que a vejo, que está cada vez mais crescida. A C., na sua forma característica de falar, chama-me sempre de "Stede". Ontem, já disse bem o meu nome! Assim: "Tu não te chamas Ster, chamas Tia Ster".

10.6.11

Na lista de afazeres:

Assim que possível!

As noites voltaram a arrefecer

A solução é acender mais velas do que o costume, vestir um casaco mais quente e aconchegar o ambiente com elementos que nos aquecem o coração. Está feito!

9.6.11

Serviço de chá

Se um dia encontrar um serviço de chá assim, compro-o e ofereço-o à minha mãe {acho que a mim também!}. É a cara dela, é bonito, elegante, com uma óptima combinação de cores e tem pássaros! Reúne tudo o que ela aprecia. 

8.6.11

Pequenos-almoços deliciosos:

Bolachinhas de erva doce com requeijão de Seia 

2.6.11

Agradecer

A verdadeira gratidão acontece quando, em oração, a nossa pequenez nos arrepia e nos faz prostrar de joelhos. Gratidão requer humildade, requer reconhecimento, requer os olhos postos Nele. Porque a Sua graça brilha em nós e às vezes até nos esquecemos.


I was lost when ya found me here
You pulled me close and held me near
And I'm a fool but still you love
I'll be your fool for the king of love

He gave me wings so I could fly
And gave me a song to color the sky
And all I have is all from you
And all I want is all of you

It's grace, grace
I'm nothing without you
Grace, your grace
Shines on me

And there've been days when I've walked away
Too much to carry
Nothing left to say
Forgive me Lord when I'm weak and lost
You traded heaven for a wooden cross

And all these years you've carried me
You've been my eyes when I could not see
And beauty grows in the driving rain
Your oil of gladness in the times of pain

It's grace, your grace
I'm nothing without you
Grace, your grace
Shines on me
Your grace, your grace
I'm nothing without you
Grace, your grace
Shines on me oh yeah
Shines on me
Shines on me
I'm everything with you
Shines on me
Shines on me
It's your grace
Shines on me
Your grace
Oh
Your grace it shines on me
Your grace
Your grace
Shines on me
Shines on me
Your grace it shines on me
Your grace

1.6.11

Ao serão...

Enquanto selecciono e trato fotos em atraso e enquanto toca disto, noite adentro.