30.6.09

Assim

Da mesma forma que o sol há-de voltar pela manhã, fresco e claro, também a minha inspiração virá nessa manhã. Por enquanto, soltei os braços ao cansaço e abracei o sono. De vestido e pés descalços aguardo...

29.6.09

Dores de cabeça:

1. Filhos (ainda não sei o que é)
2. Senhorias (sei bem o que é há 5 anos)

...

26.6.09

Dramas domésticos

É, por exemplo, ter um esquentador novinho em folha avariado, e para melhorar a situação ter um fim-de-semana à porta. É tortura e lembra-me estas palavras: "Água fria, da ribeira, água fria que o sol (não) aqueceu..."

Desaprovo:

Literatura de casa-de-banho.

Das américas

Sinto-me priviligiada e em pulgas, por ter amigos que me oferecem presentes destes para a minha Fujifilm! Bem sei que não parece um presente muito interessante, mas vai-me dar um jeitão e além do mais, já estava na minha lista de aquisições há já algum tempo. Nice Nancy!

25.6.09

A tocar desde 96

Eles são uns senhores e eu oiço-os desde a minha adolescência. Hei-de ver os anos passar sem nunca me cansar das suas notas frescas.

24.6.09

Da inacta tendência para complicar

O Recreio

Na minha Alma há um balouço
Que está sempre a balouçar
Balouço à beira dum poço,
Bem difícil de montar...


E um menino de bibe
Sobre ele sempre a brincar...
Se a corda se parte um dia
(E já vai estando esgarçada),
Era uma vez a folia:
Morre a criança afogada...

Cá por mim não mudo a corda,
Seria grande estopada...
Se o indez morre, deixá-lo...
Mais vale morrer de bibe
Que de casaca... Deixá-lo
Balouçar-se enquanto vive...

Mudar a corda era fácil...
Tal ideia nunca tive...


Mário de Sá-Carneiro

Nutro um fraquinho

por este minorca e companhia.

23.6.09

Definição de S

Sinestesia (do grego συναισθησία, συν- (syn-) "união" ou "junção" e -αισθησία (-esthesia) "sensação") é a relação de planos sensoriais diferentes: Por exemplo, o gosto com o cheiro, ou a visão com o olfato. O termo é usado para descrever uma figura de linguagem e uma série de fenómenos provocados por uma condição neurológica.

in wikipédia

Da sinestesia

Esta música (de que gosto há imensos anos e que até já foi o som dum anúncio da Pantene), por estranho que possa parecer, é-me verde com pinceladas amarelas e rosas. Deixa-me tão tranquila e empolgada...

Coisas de gaja

Hoje ia só a lojas des-tas...afogar o sonho de um T1 só meu (sem colegas).
Um dia.

21.6.09

Nutro um fraquinho

por roupa a cheirar a Quanto flores silvestres.

Declaro

Que estou sem diposição para escrever.
Atormenta-me esta sede que não consigo matar na garganta e este sono que teima em descer-me as palpebras, como duas cortinas na hora da sesta.

20.6.09

Com a chegada do calor

Sou martirizada sem piedade por estas criaturas irritantes.

19.6.09

Nutro um fraquinho

Por almoços só de fruta fresca. Literalmente, empanturro-me.

Friend break

Absolutamente necessário este fim-de-semana:
Sol, amigos, passear e a minha fujifilm.
...you whisper through the rain...

Finitus

Terminei hoje os meus dias de trabalho na escola primária onde tenho estado. Guardo no bolso as memórias das vozes a chamar por mim contantemente, as gargalhadas divertidas, as sombras das árvores, as birras, os maus feitios, as correrias, as brincadeiras...por aí fora, bolso adentro. Mas mais ainda à mão, tenho uma certeza: estou pronta para uma nova fase. E mais importante que retirar partido das experiências, é saber ser agradecidos por elas.
Agora resta-me terminar esta trabalhosa pós-gradução e umas quantas coisas mais. Sucintamente, arrumar a casa.

Hoje

Tenho música cá dentro e sinto-me livre como um passarinho. Pena que seja uma sensação somente teórica. Contudo, boa.

18.6.09

Ser benfiquista

Tenho alguma fé no Jorge Jesus...!

No ouvido e a saltar-me debaixo da língua

Burn
Here in this place,
i can feel your touch,
as i see your face,
showing me your love,
i need yo now,
came and wash me over,
your spirit praise,
feeling me with power.

Open up my yes and you will find,
this fire burn so deep, it burn so right, for you.
Open up my heart and you will find,this fire burn so deep,
it burn so right, for you.

Lord i will burn for you.

17.6.09

Do antigamente

Estou recentemente empenhada em reunir e arrecadar filmes e BD's da velha geração da Disney e da Warner Bros. Bugs bunny, tom & jerry, entre muitos muitos outros que fizeram os encantos da minha infância e que considero uma perda não fazerem parte dos ideários dos miúdos de hoje em dia. Só aprendem o que não interessa.
Filhos meus, hão-de ler Júlio Verne e ver destes desenhos animados! Será o meu legado.

Toca a recolher e arquivar! (quem tiver e for um fixe...)

Nutro um fraquinho

Pelo senhor das teias.

Ponto de situação

Amanhã apresento um projecto ambicioso que, hipoteticamente, faría de Coimbra a capital europeia da cultura em 2013. Está tudo controlado mas ainda há muito a retocar, para tornar o projecto coeso.
Nos entretantos, e como na generalidade das coisas referentes a trabalho sou tranquila e pacífica, resolvi que hoje terei um almoço sossegado e com tudo a que tenho direito, que me vou fartar de olhar para a janela à procura do sol pregado no vidro e vou passear ao fim do dia. I made my decision.

Da divulgação da arte

A seu pedido, dou-vos a conhecer um talento na pintura, que podem espreitar por estes lados e até requisitar para aulas caseiras de pintura.

16.6.09

Efeitos colaterais

Faz-me ficar hiperactiva e de coração aos saltos! O pé marca o ritmo, o projecto aguarda. Concentração? Com esta música é impossível.

Modo automático

Ontem, aqui na vizinha do lado, andei a postar fotos já "mais para lá do que para cá".
Hoje, vim aflita ver o que tinha para aqui feito a dormir. Chamo-lhe de modo automático. Acontece vezes sem conta, é estranho, mas verdadeiro e incontrolável (haja cansaço ou não). Quem me conhece sabe e até goza, mas os restantes pormenores não conto, não gosto de assustar criancinhas! :p

15.6.09

Foram 5 cabeçadas

Dei-me ao trabalho de contar, sob o risco de perder a conta às vezes que adormeci em frente ao computador, enquanto supostamente deveria estar disperta e a trabalhar.
Ai a minha vida, que Agosto nunca mais me chega quente e fresco pela manhã.

Dos trópicos

Admito. Possivelmente é defeito, mas gosto (deliro) falar sobre o tempo! O que se torna difícil controlar, num dia tropical como este. A chuva, a trovoada, o calor abafado, as nuvens cinzentas a barrar o sol, a humidade e...um inevitável perfume pelo ar. Ainda o tenho na memória e ainda o sinto a acelerar-me o coração, como que ao ritmo dum poema que se desenha cá dentro.
Se fosse pequena, hoje seria daquelas noites em que adormeceria a ouvir a minha mãe contar histórias sobre S.Tomé e Príncipe, África em geral, Índia...e equador fora.

Palavra-chave: «fu-ti-li-da-de» etc etc etc

Este "homem" põe-me os nervos em franja. Os motivos são 1001.

Menos um fim possível

Desta já nos escapamos!

12.6.09

Inexplicavelmente

Dou por mim a acordar com vontade de conduzir e de só ouvir músicas dos smashing pumpkins. Lembra-me o verão, água fresca, vento na cara.

11.6.09

Brief note

As mudanças de planos nem sempre são más. Podem até revelar-se produtivas.

10.6.09

Leibniz zoo

Por culpa das minhas primas e das restantes miúdas da classe, estou feita fã destas bolachas. Até a minha mãe goza comigo, mas eu não me importo! São booooas.

Da amizade

Fui convidada a escrever um pequeno poema para o convite de casamento da minha melhor amiga. Não sou mestre das palavras, nem quero ser, mas quem melhor para escrever algo sobre duas pessoas que tão bem conheço e de quem tanto gosto?
É um privilégio.

(e que bonito que ficou, Sarah!)

!

Já dizia Jorge Palma, na sua intemporalidade: "Deixa-me rir"

Doce certeza

A de que amanhã, faça chuva, faça sol, vou pisar a areia fresca da praia, enterrar as mãos nela e encher os ouvidos do timbre salgado das ondas.
Vai haver sorrisos espalhados pelo arial, até não poder mais.
À noite, hei-de adormecer com o cheiro salgado preso à memória.

9.6.09

Constatação

Pelos corredores da biblioteca, há os que estudam mergulhados nos livros, os que trabalham entusiasmadamente em grupo e os que jogam FM... (!)

8.6.09

Das europeias 2009

Tenho a dizer que muito me satisfez a imprevisibilidade dos resultados de ontem.
Não é o necessário, mas o possível (para quem entender ao que me refiro).

Descobri um novo prazer:

comer cerejas ao acordar.

6.6.09

Um comboio para apanhar

Parti em direcção aos campos elísios, onde a chuva molha a relva, as flores e o meu sorriso.

4.6.09

Perdida

no meio de análises swot, avaliações ex-ante, ex-post e intercalar, políticas europeias, QREN, coerência interna/externa, indicadores... e os malditos prazos.

tic-tac.......tic-tac

3.6.09

Desafios

Há oito anos que tenho experenciado a tarefa de ser conselheira em acampamentos de Verão. Para além das memórias incríveis que tenho guardadas nos bolsos, muitas foram as coisas que aprendi ao longo deste tempo. E há um facto incontornável: as crianças são mestras da espontaneidade e temos muito a aprender com elas.
Muito em parte devido ao ambiente em que cresci, cheio de experiências diferentes e enriquecedouras, os desafios vão surgindo com outros contornos e a fasquia vai aumentando (o que me agrada e entusiasma). O desafio que me foi colocado para este Verão é o de dirigir dois acampamentos da APECP! : )
Sim, estou empolgada até mais não, as ideias são muitas, o trabalho vai avançando, a equipa está praticamente completa e sorrio ao espreitar para o calendário, porque lembro-me que já não falta muito!

2.6.09

Taras & manias

Emoldurar memórias, atrevidas da cor, soltas do tempo.

Voltou a acontecer

Sonhar com a incomparável sensação de voar e flutuar.
Quem a conhece sabe.

Hoje

Dia de são receber!