14.5.13

18.10.2010

Foi o dia que me mudou todos os dias que se seguiram. Recordo-me tão bem daquela fracção de segundos. Um acidente de trabalho simples mas complicado. No bucho, duas cirurgias, consultas sem fim e quase dois anos de fisioterapia. Hoje sei mais de seguros do que gostaria e passei a compreender a dura realidade {chocante, às vezes} que se vive neste ramo.
Daqui a uns meses, completam-se três anos de dores e limitações que nenhuma indemnização pode "pagar". Encarar com um sorriso e persistência, mesmo quando as dores são intensas, é o que de melhor tenho aprendido.
Hoje, e depois de imensas águas corridas, a Axa, por decisão do tribunal, indemnizou-me. É quase ofensivo o que nos é dado para tentar colmatar todos os erros cometidos, tratamento atrás de tratamento. Dói ver como as pessoas são tratadas e "despachadas", sem qualquer tipo de percepção dos danos que ficam. 
A verdade é que, passado todo este tempo, estou tranquila em relação a este assunto e encaro de coração sossegado, as partes mais desagradáveis. Resignação. Compreendi a minha realidade e tudo o que daí advier, é ganho.
Preservo as minhas esperanças relativamente a tratamentos alternativos, mas só Deus sabe se uma recuperação será algum dia possível. Eu creio que sim, pois qualquer melhoria será uma alegria e uma vitória. Já sonho com noites bem dormidas, com passeios longos a pé, com bicicletas e pedais e por aí fora.
A certeza que me tem acompanhado é a de que tudo o que sucedeu, foi da vontade do Senhor. Sei que para o meu bem, ainda que não compreenda os Seus motivos.

6 comentários:

  1. Não é fácil, não, Ester! Que Ele te acompanhe nessa resignação e na busca de cura alternativa.

    ResponderEliminar
  2. É verdade Ester. ainda hoje lia algo sobre o homem que criou o alfabeto Braille. Ele ficou cego e na altura, não percebeu a razão disso e de como poderia servir a Deus daquele modo. Mas graças a isso, ele inventou um alfabeto que hoje é tão útil a milhares de pessoas.
    Quem sabe o que Deus tem reservado para ti, né?
    Como falámos ontem, tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus e que andam segundo o Seus propósitos.
    Abraços e beijinhos aos dois com saudades!

    ResponderEliminar
  3. Tens toda a razão e a conversa de ontem aplica-se tão bem :)
    Bonito exemplo, este que me deixas aqui! E eu, graças a Deus vejo, oiço e ando. ;D

    Muitos beijinhos ***

    ResponderEliminar