29.3.12

Chamo-me Ester Cavaco

Estou a montar uma casa e agora ando sempre com uma coisa destas na mala. 
Descobri as maravilhas de ter uma fita métrica à mão. 

Mulatas

Exclusivas da ilha de S. Miguel e indescritivelmente deliciosas!
São a versão morena das Maria.

28.3.12

Justiça à escala infantil

O habitual é toda a família ter direito a um desenho feito por ela, volta não volta. A minha colecção já vai extensa e faço questão de guardar. Já o tio P., não tem tido direito a tantos desenhos. Mas quando se trata de usar o meu estojo de canetas, em vez de levar com um desenho todo da mesma cor {como na maioria das vezes}, numa lógica de compensação, leva um desenho colorido até mais não! {nem que seja para dar uso a todas as cores} :)

Aos 4 anos da C.

19.3.12

Vinte e seis

Pai há vinte e seis anos. Não é segredo para ninguém, desejo muito conseguir fazer um trabalho tão bom quanto ele fez. Conforme vamos crescendo, nós filhos, vamos valorizando cada vez mais todo o investimento que os pais fazem e percebemos o enorme significado que eles têm para nós. Deus concedeu-me duas pessoas que, para além de pais, são os melhores amigos que eu poderia ter. É impossível dissociá-los, pois todo o trabalho é conjunto e a gratidão repartida. Peço continuamente a Deus que lhes dê saúde, tranquilidade e muitas alegrias, com a oportunidade de gozar da presença deles por muitos anos mais. Para além do grande exemplo que eles são, tudo o que sei e sou, a eles o devo. Sim, sou grata e feliz! 

"Honra a teu pai e a tua mãe, como o Senhor teu Deus te ordenou, para que se prolonguem os teus dias, e para que te vá bem na terra que o Senhor teu Deus te dá."
{Deuteronómio 5.16} 

Um.

Um longo e bonito ano de noivado, que pelo meio descobriu as maravilhas de namorar sem os constrangimentos da distância. Agradeço a Deus e ao P cada pedacinho, cada descoberta e cada desafio. Daqui a uns anos, permitindo Deus,  esperamos que esta data ganhe mais um motivo para celebrar! ♥

18.3.12

Chuck

Vi fora de "horas" e compulsivamente. Em pouco tempo marcharam cinco seasons. No fim, deparo-me com este terrível vício e com um desejo inexplicável que houvesse mais episódios para ver. Há muito boas série, verdadeiras séries de culto e até de melhor qualidade que esta. Acontece que esta história me prendeu de tal forma que estou a ressacar e não há série que veja que me faça esquecer desta. É como se me tivessem feito download do intersect e não fosse possível evitar os flashes {para quem viu}. Por favor, alguém me tire isto da cabeça!!

17.3.12

Sonhar e concretizar

A primeira casa, aquela onde tudo começa, é a mais especial de todas, acredito. Ou pelo menos tem razões para o ser. A nossa é uma verdadeira dádiva, apesar dos "imprevistos" que têm surgido mas que fazem parte. Não é realmente nossa, porque não a comprámos, mas a verdade é que a sentimos tão nossa.
A fase das pinturas começou logo no início deste mês e, apesar de ainda não estarem terminadas, metade da casa já está colorida ao nosso gosto. Para quem já passou ou está a passar por esta fase, sabe o quão especial ela é. Não há dia que não acorde feliz e grata a Deus pelo que Ele tem feito.
Terminadas as pinturas, começa outra fase interessante! Só quero que chegue o dia em que vou para lá morar. A propósito: lá em casa tenho dois belos pintores que, mediante acordo, poderei ceder a quem precisar!

O que não mata, engorda

Pois bem...engordei! Fez ontem um ano que não pude evitar uma intervenção cirúrgica ao tornozelo. Não foi nada fácil, mas há coisas incomparavelmente piores. Volvido um ano, voltei ao bloco operatório para encerrar esta dor de cabeça de vez. Pelo menos é isso que esperamos e que pedimos a Deus. Uma coisa sei hoje: não há mal que nos prejudique que Deus não consinta, como veículo das suas bênçãos e lições. A dor e a limitação faz-nos crescer, aliada a tantos outros desafios. Deus tem sido comigo e estou certa de que vou voltar a poder fazer tudo quanto fazia antes, ou pelo menos quase. Seja como for, para além de grata, estou empenhada nesta recuperação. A meia maratona espera por mim {lol}.

Um outro aspecto bastante positivo é ter passado a tratar as agulhas e outros brinquedos por tu!

16.3.12

Inspiração

Os detalhes mais importantes estão decididos ou alinhavados. No entanto, no que diz respeito ao bouquet ainda não me decidi, apesar de saber bem com que flores gostaria de subir ao altar. Há pormenores que devem ser pensados sem pressa, como quem espera pela combinação ideal e à nossa medida. À semelhança do noivo ou do vestido, vou deixar que o bouquet perfeito para mim me apareça à frente. Simples.

Sim

Este sorriso mata-me. Nada a fazer.

7.3.12

Final countdown

Restam-me dois dias a andar pelo meu pé. 
Aqui vou eu, outra vez.

Não esquecer.

Em crianças, uma das primeiras coisas que nós, cristãos, aprendemos é que Deus está sempre connosco e nunca estamos realmente sós. Com os anos, com o crescimento, com os muitos afazeres, este pensamento tende a ficar para trás {como muita outra coisa}. A verdade é que, sejamos pequenos ou grandes, Deus não se afasta de nós por um só segundo {conforme prometeu} e se não o sentimos é porque nos sentámos numa cadeira mais ao lado. Relembrar ou redescobrir esta verdade, de que não estamos sozinhos, pode fazer a diferença nos momentos em que enfrentamos grandes desafios.

Special Moments

A minha amiga R., volta não volta, lembra-se de mim e manda-me links como este. Sempre coisas giras de se ver!

5.3.12

Remédio

Quando os medos são maiores que nós, é lembrar que há um Deus maior que os medos.